sábado, 16 de agosto de 2008

OS NOSSOS EMIGRANTES !

No ano em que o ATL da Galiza festeja o seu 25º aniversário, temos recebido a visita de antigos alunos residentes no estrangeiro.

...SEMPRE QUE VOLTAM A PORTUGAL VÊEM-NOS VISITAR.
CHEGAM EM QUALQUER ALTURA DO ANO MAS AGOSTO CONTINUA A SER O MÊS PREFERIDO.

Desta vez e de uma assentada o ATL da Galiza foi visitado pelo Miguel, pelo Hélio e pelo Lauro.



Com eles vieram as namoradas ou as mulheres, as histórias, os projectos e os sonhos de vidas em terras estrangeiras, as saudades por aqueles que aqui ficaram e também as histórias desta casa à qual estiveram tão afectivamente ligados.

Todos os três têm 25 anos de idade.

O Miguel vive a uma hora de caminho de Londres ; casou recentemente com a Bela



...vivem com os sogros enquanto acabam os cursos...depois de tirar um curso de inglês o Miguel trabalhou para juntar dinheiro necessário para o curso que tanto desejava fazer - canalizador... "é um curso muito caro.
...gosto de vir a Portugal todos os anos para matar saudades dos meus mas vou começar a espaçar as vindas para de dois em dois anos porque quero viajar com a minha mulher para outros lugares...quero conhecer novos mundos...a Inglaterra é a terra de novas portunidades, muito mais do que aqui...foi lá também que conheci a minha mulher, a Bela.
...quando venho,gosto sempre de vir visitar o ATL. Ele deu-nos opturnidades para fazermos coisas boas durante os anos que aqui estivemos e apoiou-nos pois os nossos pais não tinham tempo para nós...lembro-me de tanta coisa boa...fui palhaço com a Elsa e com a Maria num teatro e até o fomos representar na Rua Augusta em Lisboa...lembro-me do prato por excelência do ATL, o famoso arroz de atum, matou a fome a muitas família
(risos)...os grandes amigos encontrei-os aqui...o Filipe, o Hélio e outros..."

Já o Hélio



trouxe a namorada, a suiça Ludivinne. Tirou na Suissa,onde vive, o curso de operador de gruas com a especialidade de recto-escavadoras."...tenho trabalho com contrato e vivo numa casa alugada...fui campeão de Kik-box amador mas fartei-me de andar com o corpo magoado...agora só faço ginásio.
Tenho muitas saudades dos meus e costumo vir sempre no Natal e no Verão...venho sempre ao ATL para onde entrei com 6 anos e por aqui andei até aos 18...gostei de todos mas guardo como referências a Guida que me acompanhou muito e a Maria que tinha mão no ATL mas também boa voz...quando ela falava ficava cá um silêncio!(risos)...quando vim em Dezembro passado fui visitar a Guida à creche aonde ela trabalha agora, e ajudei-a durante três dias...é um sitio muito engraçado...cheio de bébes.Do ATL o que guardo com mais força foram os encontros de Natal...foram momentos muito fortes especialmente para nós que não tinhamos festa em casa.


Quanto ao Lauro



está a viver na cidade inglesa de Bristol, estuda no 2º ano de engenharia à noite. Durante o dia trabalha numa fábrica de sumos e arranja tempo para jogar Rugby num clube da 3ª divisão - o Brigdwater..." jogo como defesa e só espero que um dia alguém da seleção me veja e me convide a jogar por Portugal... duas vezes por ano venho sempre a Portugal porque sou muito agarrado à minha famíla...do ATL guardo recordações dos amigos que aqui fiz, do curso de Design que aqui me arranjaram e que me deu equivalência ao 12º ano, das festas e do pão com manteiga..."

É muito bom quando os vemos,
...quando vemos os nossos emigrantes,
...quando revemos os nossos antigos alunos,
...quando sentimos que estão bem,
...quando percebemos que fizeram opções dignas de vida mesmo tendo passado por situações durissimas enquanto foram crianças e jovens,
...quando verificamos que têm projectos definidos
...e acima de tudo com as sua vidas baseadas em valores morais fortes e positivos.

O ATL da Galiza revê-se neles e dá graças por estes 25 anos de vida.

2 comentários:

Daniel Alves Monteiro disse...

Bom artigo.
Aí estão grandes amigos. Daqueles que no coração há um espaço próprio.
Orgulho em ter-vos como amigos.
E obrigado por tudo que fizeram por mim. Desejo-vos as melhores felicidades, que já começam a ter, dentro ou fora de Portugal.
Já agora...também quero uma esposa como a vossa. Tenho que ir à Suíça ou à Londres? Lol
Abraços, amigos.

Andreia Fernandes disse...

Este foi um artigo que li com muito carinho (mesmo se nao fosse emigrante, tambem, o iria ler com o mesmo sentimento, pois saudades so temos de coisas boas, e mais de metade da minha vida no ATL indiscutivelmente fez quem eu sou...)
Foi muito bom todos os anos que passamos juntos, deles sinto muitas saudades... por vezes o Luis(meu marido)encontra-me a cantar as cantigas do ATL e pergunta-me: "D'onde voce conhece essa musica?" e eu tento explicar algo k so da para sentir.
Um Beijo Gigante
Andreia Fernandes